Quarta-feira, 7 de Dezembro de 2011
...

 

                                                                              Um dia com a família

 

 

Estava um belo dia. O Gustavo, a Margarida e a Carolina foram a correr para o quarto da mãe e do pai com um grande cesto de comida saborosa na mão e a cantar os parabéns, pois era o dia de aniversário da sua mãe. A mãe, que tinha acordado sobressaltada com o barulho, viu logo os seus filhos vestidos de azul (a sua cor favorita) e  cantarem-lhe a canção dos parabéns, apercebeu-se logo da divertida surpresa que os filhos lhe tinham preparado.

- Vamos passar o dia à beira-rio! E não aceitamos um não! Queremos que o teu dia seja especial! – exclamou a Carolina.

- Acho uma ótima ideia! – concordou o pai.

-Ok! – disse a mãe ao mesmo tempo que esboçava um grande sorriso na cara.

Em alguns minutos estavam todos no carro rumo à praia fluvial.

Quando chegaram, toda a família se maravilhou com o ar puro e fresco que respiravam. O sol brilhava e o céu azul estava limpo. Escolheram um local, e instalaram-se debaixo daquela grande sombra que uma das muitas árvores daquele pinhal fazia. O Gustavo pegou numas pedras e atirou-as ao rio, ele adorava ver as formas que a água fazia quando as pedras embatiam nela. A mãe e o pai estavam a apreciar a bela vista e a descontrair,
claro que ao mesmo tempo iam conversando. As raparigas, que tinham estado a cantar e a saltar, pegaram naquelas flores bonitas que cresciam na relva e fizeram um ramo para dar à sua mãe. Entretanto o pai diz:

-Ninguém quer ir nadar? O rio é calmo, e não se compara de maneira nenhuma ao mar.

-Que excelente ideia! – concluiu o resto da família.

Foram toos para o rio, e a temperatura daquela água límpida estava bastante agradável. O Gustavo que era bastante exagerado até disse que a água do rio estava quente! Mas claro, disse aquilo a brincar. Jogaram muitos jogos de água e a Margarida que era a mais nova, começou a nadar! Quando saíram da água, estavam esfomeados, e quando a mãe viu aqueles frutos silvestres devorou-os em menos de 3 minutos! O resto da família limitou-se a saborear aquelas maravilhosas sandes que os membros mais novos preparam.

Passou-se a tarde, e no final do lanche as crianças deram à mãe um daqueles saquinhos aromáticos!
Ao final da tarde toda a família foi para casa, e quando chegaram estavam todos muito alegres, principalmente a mãe, pois adorou o dia que passou com a família!

 



publicado por cantinho-da-bea às 17:41
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim
.Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. ...

. Ainda se lembra?

. Para Dançar!

. Ternurento...

. Um poema que fica no cora...

. Texto:

. Sons "macios"

. Sons " ásperos"

. Ser Aluno

. Receita para fazer uma bo...

.arquivos

. Dezembro 2011

. Maio 2011

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Março 2009

.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds
Em destaque no SAPO Blogs
pub